Friday, 13 March 2009

Pelobates cultripes


Sapo-de-unha-negra fotografado em Montemor-o-Novo. Exclusiva da Península Ibérica e de algumas zonas de França, esta espécie apresenta hábitos estritamente nocturnos, passando o dia enterrado em buracos que escava com as fortes unhas negras (que na verdade são tubérculos metatarsais) dos membros posteriores. A sua longevidade é de cerca de 10 anos (se bem que em cativeiro poderá ir até 15!) e atinge a maturidade sexual por volta do terceiro ano de idade.

3 comments:

Fábio Teixeira said...

Linda fotografia!

Não percebi essa dos tubérculos, explica lá melhor.

Ricardo Rocha said...

hehe .. sao umas pequenas saliencias que teem nas patas traseiras, fazem lembrar uma unha e servem para fazer buracos que podem chegar a um metro de profundidade =P

Fábio Teixeira said...

Mas dizes que "na verdade são tubérculos". Os tubérculos que conheço são as batatas e afins. :-P